Notícias 09/11/2017

Por pouco, proposta da TIM foi aprovada

Por pouco, a proposta apresentada pela TIM para fechamento do Acordo Coletivo de Trabalho foi aprovada pelos trabalhadores. Aqui na Bahia foram apenas quatro votos de diferença, já que 26 trabalhadores votaram a favor e 22 contra. No cômputo geral, a proposta da operadora foi aprovada, já que teve a maioria dos votos em quase todos os estados.

Mesmo os que votaram pela aprovação da proposta não deixaram de externar o descontentamento, já que os salários somente serão reajustados em agosto de 2018 e o abono não contempla os tributos que protegem o trabalhador ao longo da sua vida laboral, ou seja, não há recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS e Instituto Nacional de Seguridade Social -INSS, os quais incidem também nas horas extras, férias e décimo terceiro salário.

A proposta dos sindicatos era de reajuste nos itens econômicos na data base, ou seja, em setembro/17, com reposição de 100% do INPC mais 5% de ganho real.

No mesmo dia em que empurrou goela abaixo da categoria uma proposta de congelamento de salários por um ano, a TIM apresentou à imprensa a lucratividade de R$ 279 milhões, o que representou um crescimento de 51,6% em relação ao 3º trimestre de 2016.

Enquanto a operadora comemora os seus lucros, os trabalhadores amargarão um ano sem aumento salarial. 

Leia o nosso informativo e veja a proposta que foi aprovada

Sindicalize-se + Mais

Galerias + Fotos

sem imagem sem imagem sem imagem sem imagem

Charges + Mais