Nossa História

O Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações da BahiaSinttel Bahia, entidade que representa os trabalhadores que atuam nas áreas da telefonia fixa e móvel, nos centros de tele atendimento (Call Centers) e prestação de serviços em projetos, instalação e reparo de linhas telefônicas, internet e TV a Cabo, foi fundado no dia 19 de julho de 1944, ainda como Sindicato dos Telefônicos da Bahia.

Após os primeiros anos de lutas e sobrevivendo ao nefasto período da ditadura militar, em 1973, a entidade conseguiu sua carta sindical e ampliou o seu raio de ação passando a atender todos os trabalhadores em telecomunicações da Bahia. Engajado na luta pela redemocratização do país, o início dos anos 80 é marcado por mobilizações a favor da Anistia e pelas Diretas, além da organização da primeira Federação Interestadual dos Trabalhadores em Telecomunicações, da qual o Sinttel Bahia, juntamente com outros cinco estados, foi um dos fundadores.

Do meado dos anos de 1980 até o início dos anos 90, os profissionais do setor de telecomunicações alcançaram suas mais expressivas vitórias em termos de benefícios sociais e conquistas político-sindicais. Durante a década de 90, período da nefasta fase de privatização do setor de telecomunicações, os trabalhadores sofreram com a terceirização da mão de obra e com a redução dos direitos trabalhistas, numa luta que continua até os dias atuais para que direitos legítimos sejam reparados.

Vale lembrar o pioneirismo do Sinttel Bahia no período das privatizações, indo contra as demissões das estatais. Com uma participação destacada e voz ativa nas discussões, ajudou na formulação da Lei da Anistia 8878/94 que prevê a recontratação dos trabalhadores demitidos pelo Plano Collor, entre junho de 1990 e março de 1992, uma vitória histórica de todos os trabalhadores do setor de telecomunicações.

O início do século XXI é marcado pelo avanço tecnológico e pela ampliação do setor de telecomunicações em todo mundo. Explode também o número de centrais de teleatendimento, produzindo milhares de empregos para jovens, na sua maioria, mulheres.

Em 2011 passamos a integrar a Federação Nacional dos Trabalhadores em Telecomunicações (Fenattel), entidade que representa 95% dos trabalhadores do setor no país. Representando mais de 50 mil trabalhadores em todo o estado, o Sinttel tem o compromisso e a responsabilidade de trabalhar na defesa dos profissionais de telecomunicações e lutar por melhores salários, benefícios e condições de trabalho.

Os desafios são muitos, mas não mediremos esforços para a cada dia, com a ajuda dos trabalhadores em telecomunicações e em teleatendimento, construir um sindicato mais moderno, dinâmico e cada vez mais próximo do trabalhador.

 

Sindicalize-se + Mais

Galerias + Fotos

sem imagem sem imagem sem imagem sem imagem

Charges + Mais