Gênero 05/07/2017

Sinttel participa da VII Oficina de Mulheres da UNI

 

 

As dirigentes do Sinttel Bahia, Tereza Bandeira e Diana Bulhosa, participaram da VII Oficina de Gênero da Rede de Mulheres promovida pela UNI Américas Brasil, nos dias 28 e 29 de junho, na cidade de Praia Grande São Paulo.

Neste ano, o tema central da oficina foi Mulher e o Futuro do Mercado de Trabalho e foi bastante discutido nas palestras realizadas nos dois dias do evento. No dia 28, a primeira atividade abrangeu uma análise de conjuntura feita pelo economista Moisés Marques, na qual foram expostos os principais desafios da classe trabalhadora, sobretudo das mulheres diante do cenário onde  as reformas propostas pelo Governo primam pela retirada de direitos.

 A palestra sobre o mundo digital no trabalho ministrada pelo professor Ricardo Silva tratou da automação desenfreada e da escassez de postos de trabalho. Em sua abordagem, o professor demonstrou o quanto estamos vulneráveis aos efeitos da era digital, enfatizando que funções hoje exercidas por mão de obra humana serão substituídas por máquinas.

No segundo dia de atividades (29), a economista e técnica do DIEESE, Renata Filgueiras, discutiu o tema “Transformação do mundo do trabalho e o impacto para as mulheres”. Em sua abordagem a apresentou dados sobre o numero de mulheres do mercado de trabalho e do quanto é discrepante a remuneração que elas recebem quando comparado aos homens na mesma função e escolaridade. “As mulheres trabalham em setores onde há menos remuneração e mesmo quando elas atuam nos mesmos postos de trabalho que os homens elas recebem menos que eles. Esse é mais um flagrante do preconceito de gênero que as mulheres sofrem”, disse.

 A paternidade responsável também foi tema de palestra do encontro. A dirigente sindical Elaine Cutis abordou a experiência do sindicato dos bancários de São Paulo com o oferecimento do curso para os empregados da sua base. “Conseguimos com muita luta incluir  a cláusula da paternidade responsável em nossa convenção coletiva e hoje é algo que nos orgulhamos de fazer”, comemorou Elaine.

     

O evento foi finalizado com a apresentação da nova diretoria da Rede de Mulheres da Uni Américas Brasil seguido de um jantar de confraternização. Para a dirigente Tereza Bandeira, diretora de mulheres do Sinttel Bahia, o evento trouxe ainda mais qualificação para serem aplicadas às atividades da secretaria. “Saio daqui ainda mais preparada para atuar em prol das mulheres telefônicas, já que aqui foram abordados assuntos que devem ser tratados tanto no âmbito profissional, quando no social de todas as mulheres”, disse. A opinião de Tereza também foi compartilhada pela dirigente Diana Bulhosa, diretora do departamento de formação do sindicato. “As discussões feitas aqui serão colocadas em prática nas atividades promovidas pelo departamento de formação, que é responsável por qualificar tanto os dirigentes, quanto so trabalhadores do nosso setor”, finalizou.

Coletivo de Mulheres Telefônicas

 

Foi realizada uma reunião com as dirigentes sindicais dos Sinttel’s dos estados de Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Bahia e São Paulo para criação do coletivo nacional de mulheres telefônicas. A pauta será apresentada à diretora de mulheres da Fenattel, Lacy da Matta, que levará a demanda para a diretoria executiva da Federação. 

Sindicalize-se + Mais

Galerias + Fotos

sem imagem sem imagem sem imagem sem imagem

Charges + Mais